s Como Lidar com Homem Pavão

Como Lidar com Homem Pavão

Homem Pavão, por qual razão me enrolei nessa loucura?


Olha, as vezes me pergunto por qual motivo me puno a ponto de aguentar meus amigos que se enquadram nessa definição de Homem Pavão, brincadeirinha. Mas é muuuuito complicado lidar com eles…hahaha.

Não sou o tipo de pessoa que tenha somente um tipo de amigo, tem coxinha, nerd, doidão, conservador... Gosto do ser humano, talvez por defeito ou qualidade acabo tendo todos os tipos de amigos, consigo me divertir com todos eles e não poderia deixar de ter aquele que é o verdadeiro homem-pavão. Daí, hoje falei para mim mesma, vou compartilhar minha vivência com essas criaturinhas de Deus, hehe….
como consigo lidar com o homem pavão.

Em primeiro lugar, consigo vê-los de forma bem humorada, vou tentar fazer a definição de homem-pavão, segundo a minha ótica: Ele é muito “tradicional” em suas ideias de papéis homem/mulher no mundo, gosta de dizer que pega todas, que sempre se dá bem em tudo que faz, nunca é o rejeitado, nunca broxa, nunca sua girl é a mais feinha. Parece que sua vida é uma sucessão de eventos em que ele é sempre o personagem principal. E em hipótese nenhuma é capaz de se mostrar frágil. Percebeu a dificuldade de ser um pavão, deve cansar, eu me cansaria se fosse homem e optasse por ser um pavão.



Mais sobre o comportamento exótico...


Sair com uma mulher e ficar apenas curtindo a companhia um do outro, apenas conversando? Jamais! Se sair com alguém tem que dar a sua “martelada” e claro o seu martelo é de ouro, hahahaha. Pode rolar o que for, não perde o tesão, porque afinal ele é o Homem-Pavão com todas as suas respostas ensaiadas de macho alpha.

Sorriso de comercial de creme dental e corpo todo esculpido na academia, aquele andar de galo de briga. Seu intelecto? - Oi, pra que serve isso, dá pra pegar mais girls??? (Bem que ele poderia se esforçar um pouquinho...) Cabe dizer que ele é o cara na sua forma mais tradicional.

Não me julgue dizendo: - Como ela pode ter amizade com um neandertal??? (consigo até escutar, kkk)
Eu tenho amizade porque creio que as pessoas podem ser mais do que a primeira casca e não coloco um critério em que amigos devam passar por um questionário e atingir pontuação x ou y. Gosto da diversidade, da pluraridade, isso me dá muito mais alimento para criar do que me fechar, ainda que não eleja como minha a opinião ou a forma de viver de muitos dos amigos.


Por que ele se comporta desta forma?


Sinceramente não sei, mas existem algumas teorias aqui na minha usina criativa e filosofante cabeça, coisas do tipo; é a maneira mais antiga de chamar a atenção das mulheres. Pior, funciona há muito.

Talvez seja a criação, somos a união de tudo que vivemos e referenciais dessas experiências, dizem.

Como assim, amiga sua louca?!!!

Sim, isso mesmo, um homem que se utiliza do formato de não dar atenção, que fica ou finge ser mais sossegado, que uma vez ou outra ignora a mulher, pode passar a imagem de confiante, de que ele não precisa daquilo, que existem outras mulheres em sua vida, em geral pega muitas.

O que é mais maluco nisso tudo é que, a imagem de homem que sai com várias mulheres, inevitavelmente atrai outras.

Agora começou a entender porquê que eles se utilizam desse estilo pavonesco, dá muito certo.
A esta altura, se, no mínimo, tem um pouquinho de sangue feminista está revoltada, mas tenha calma e mantenha a mente aberta. Esse modo de vida ou comportamento intriga algumas mulheres.

Elas pensam da seguinte forma; “ O que será de tão especial, que magnetismo esse homem tem que todas querem ficar com ele?" É o cara que pega fama de “pica de ouro”, "pica das galáxias", às vezes é decepcionante, você cai na esparrela de querer fazer uma experimentação e não corresponder a fama, mas outras vezes são deliciosos.

E sabe o que é mais louco, alguns deles são completamente propaganda enganosa. Nem sempre saem realmente com muitas mulheres, sabem que basta fingir ter mulheres. O famoso marketing pessoal.

Basta ele seguir o modelo.... Fingir, imitar o comportamento dos outros caras que realmente têm o sex appeal, pronto, se dá bem. Claro, no conceito da mente estreita dele, porque se dar bem no conceito da maioria de nós significa ter uma relação gostosa de cumplicidade e troca.

Me parece um pouco desastroso ter esse tipo de comportamento a longo prazo, o tempo cobra seu preço, enfim, isso aqui não é para ser um julgamento.

Mas o que eu posso dizer de como lidar com um figuraça desses, o que pude observar ao longo dos anos convivendo com meus amigos do estilo homem-pavão…
Amiga, se você já está toda enrolada com um desses meninos difíceis existem algumas maneiras de sofrer um pouco menos:
 Leve as suas manias na esportiva;
Não fique querendo modificar o seu jeito, cada um é de uma maneira e isso não tem que ser necessariamente ruim, o que pode mudar é sua forma de enxergar o outro de lidar com ele.
Não dê tanta importância ao jeitão de pavão, se o faz feliz dar um de bonzão, dê esse espaço a ele. Mas não abra mão de você, não se anule.


Já vi várias mulheres que tiram de letra viver ao lado de um pavão, o que todas têm em comum é a autoestima elevadíssima, não é aquela coisa forçada de querer mostrar ao mundo que também é a mais gostosa, a mais sensual, a mais resolvida e adulta da relação.

É justamente o contrário, elas têm vida própria, interesses que vão muito além do seu pavãozinho de estimação.

Mas creio que o maior segredo de todas elas é o bom humor, ter um olhar especial para o seu companheiro, elas percebem que eles têm dificuldade em conectar com seus sentimentos, que o melhor é deixa-los livres, sem cobrança e quando o Shrek começa a dar sinais de que vai aparecer elas corrigem seus namorados com a inteligência de um bom psicólogo. Sim, dentro deles ainda por cima mora um Shrekzinho. Eu diria que elas são as coach de seus meninos de rabo bonito.


Sem fazer apologia a este ou aquele tipo de homem, o que em si já é uma merda, pois é um rótulo e se não gostamos de sermos rotuladas porque os rotulamos? Bom, voltando… Tenho algumas amigas que discordaram e resolveram defender os meninos em recente encontro nosso.

Elas disseram que, na realidade, não existe o Cara Legal, que isso é utopia, mi mi mi, que no fundo eles mais cedo ou mais tarde irão mostrar seu jeito de pavão, que a máscara cai e que por isso preferem lidar com um homem que mostra ser o que é, algo mais pé no chão, segundo elas.


Por fim, digo que não sei se aprendi a lidar totalmente com essas figuraças que surgem na minha vida, mas que consigo me divertir total com suas histórias e a forma como encaram qualquer situação. Gosto de contemplar  e ouvir, como sabem fazer uma versão de tudo, de que são os centro de todas as atenções, são sempre os protagonistas. Sinto como um banho de autoestima, mesmo que neles, algumas vezes,  pareça um pouco forçada ou deslocado.

Vamos continuar a nossa conversa?
Quero saber de suas experiências com esses meninos, quero saber o que pensa.


Continue por aqui olhando outras filosofadas aqui ao lado 💤 ... ou quem sabe, algumas Receitas Rápidas, basta clicar 🍩🍞🍨, facinho!





Se curtiu já sabe, seguir pelas redes sociais é ali do ladinho. Comentário é bem-vindo. Fique bem.
COMENTE GOOGLE+
COMENTE BLOGGER

0 comentários:

Postar um comentário

Aguardo os comentários. bjs

Copyright © 2011 - 2017 Meus Dois Minutos